Porto.Pet Logo

Voltar ao Blog

Comportamento
Curiosidades
Nossos Clientes
Raças
Saúde

Tudo que você deve saber antes de ter um gato

Ter um companheiro é sempre bom, o amor e felicidade que um animalzinho pode te trazer é inexplicável. Ao contrário do que muitos podem pensar, o amor que um gato fornece não é diferente em intensidade do amor que um cachorro traz. Os gatos demonstram o afeto com o olhar, com linguagem corporal, ronronando ou até mesmo com o jeitinho de andar. Assim, comentaremos os motivos para ter um gato, quantos filhotes um gato pode ter, algumas dicas para pet e curiosidades sobre os felinos.

 

gato

Confira as vantagens de ter um gato | Foto: Unsplash

 

 

​Motivos para ter um gato

 

Os gatos são autossuficientes, eles se sentem seguros por si só e não necessitam de atenção humana em exceção. Pode-se dizer que eles são ótimas companhias àqueles que passam pouco tempo em casa, mas ainda sim querem um novo membro na família. Além disso, eles se divertem com pouco, uma bolinha de papel ou até mesmo uma simples caixa de papelão podem ser uma brincadeira e tanto para os gatos, até mesmo quando eles estiverem sozinhos. 

Gatos são muito higiênicos, suas línguas possuem diferentes texturas que auxiliam na limpeza dos pelos, assim, eles se lambem frequentemente para tirar as sujeiras. Em relação à caixa de areia, eles sempre enterram suas necessidades e quase nunca as farão em um local sujo, por isso se deve limpar a caixa uma ou mais vezes por dia. 

Há um fato interessante sobre o ronronar do gato, comentado anteriormente. Segundo um estudo realizado por especialistas, a frequência do ronronar chega a ser terapêutica, podendo auxiliar em depressão, estresse e até diminuindo as chances de ter um ataque cardíaco. Desse modo, a frequência pode ir até 150 Hz, e essas mesmas vibrações são usadas na medicina esportiva. Com certeza esse é um dos benefícios de ter um gato.

O convívio de bebês com os felinos pode ser benéfico, ao contrário do que muitos pensam. Por mais que ocorra uma pequena reação alérgica no começo do contato, ou até mesmo um estranhamento por parte do gato, os dois podem conviver tranquilamente. O gato deve se acostumar com a ideia de dividir o espaço e é responsabilidade dos pais garantir que o bebê não tenha alergia especificamente aos pelos do gato, fora que conviver com um animal desde seus primeiros dias pode auxiliar no desenvolvimento do bebê.

 

 

​O que você precisa saber antes de ter um gato

 

Custo

​O custo para ter um gato pode ser cerca de R$ 140,00 por mês, isso contando com vacinas e consultas no veterinário. Um bom plano de saúde para gatos, como o Porto.Pet, pode te ajudar nessa questão.

 

 

Alimentação

Os potes de água e comida devem sempre estar cheios, além disso, há muitos felinos que não bebem água parada, então é indicado a compra de um bebedouro fonte. Ele também pode ajudar no incentivo da ingestão de água. 

É extremamente recomendado que a ração que era dada ao felino antes de ele começar a conviver com você continue na dieta dele. Caso seja necessária a troca, o tutor deve realizá-la aos poucos, misturando a ração antiga com a nova e reduzindo a quantidade da ração antiga conforme os dias passarem. 

Escolha a ração cuidadosamente, os felinos são carnívoros então não é recomendado o uso de alimentos à base de cereais. É importante também que a composição do alimento seja rica em ingredientes frescos.  

 

 

Segurança

Telas de proteção são muito necessárias, mesmo para quem não mora em lugares altos. Os gatos possuem o costume de fugir de casa mesmo após a castração, e contrair doenças ou até mesmo se perder são algumas consequências dessas fugidas.

Caso o animal tenha vontade frequente de escapar, é recomendado o uso de coleiras. A audição dos gatos é sensível, então a coleira não pode possuir um guizo (ou sininho). Além disso, há coleiras de pescoço que abrem sozinhas caso sejam enroscadas em algum lugar para evitar a asfixia.

Também deve haver uma atenção com a relação dos felinos com plantas, pois eles podem comê-las.

 

 

Diversão

O uso de arranhadores é essencial. Não se pode cortar as unhas dos gatos, então, para proteger os móveis, o tutor deverá adquirir um arranhador o mais rápido possível. Caso contrário, o gato irá afiar suas unhas em estantes, no sofá, cortinas, etc.

 

 

Adaptação

A adaptação do convívio entre cães e gatos pode ser complicada, mas não é impossível. O tutor deve levar em conta a faixa etária de ambos (esse fator pode ser crucial na adaptação), dar a mesma atenção para ambos e sempre observá-los. Há difusores de feromônios que podem acalmá-los e facilitar esse processo. 

 

 

Higiene

Gatos tomam banhos por si só, assim, banhos em pet shops não devem ser dados com uma frequência tão alta como a de cães, por exemplo. O intervalo pode variar de cinco semanas até seis meses. O banho em si não faz mal aos felinos, mas fatores como acostumar o gato com água desde filhote e uma temperatura morna da água são cruciais para que o gato aceite a situação. 

 

 

Filhotes

Uma pergunta frequente é "quantos filhotes um gato pode ter?". Os felinos podem ter de quatro a seis filhotes, sendo que há casos isolados de nascimento de dez gatinhos. A gestação dura até nove semanas e o número de crias pode ser previsto com ultrassom realizado por veterinário. 

 

 

Porto.Pet

Agora, você sabe o que é preciso para adotar um gato e quais os benefícios de ter um gato. Essa é uma grande responsabilidade, porque ter um gato significa sempre estar atento ao felino. É necessário cuidar muito bem deles, mas ainda sim existem emergências que deixam os tutores preocupados. Uma cirurgia emergencial pode custar mais de mil reais, por exemplo.

Essas dores de cabeça podem ser facilmente evitadas com a Porto.Pet. Os planos de saúde oferecem cuidados para cães e gatos, se sua dúvida é “quanto custa ter um gato”, saiba que por menos de quatro reais por dia você pode proteger seu companheiro. Confira o site, que explica as opções de plano, tem dicas pet e até mesmo um clube de benefícios. 

Os melhores brinquedos para o seu pet

Conheça: brinquedos pet Nesse período de pandemia que estamos vivendo, é comum que os nossos bichinhos fiquem mais estressados, hiperativos e descontam em nossos móveis, sapatos ou qualquer coisa "mordivel" que encontrem pela casa. Pode ser uma dor de cabeça, mas, também, cômico.  No entanto, isso pode ser um perigo para os peludos pois ficam […]

Leia mais

Conheça os benefícios de ter um plano de saúde pet

Sabe aquela vez em que seu animalzinho ficou doente e precisou de uma consulta veterinária? Bem, conseguir dar ao seu pet o melhor tratamento, sem precisar pagar uma fortuna, é um dos grandes problemas dos tutores, uma vez que os tratamentos, exames e consultas pets costumam ser expressivamente caros. Por causa disso, empresas como a […]

Leia mais

Por que o macho faz mais xixi que a fêmea?

Para aqueles que são tutores de pet, os cuidados com a saúde do seu animalzinho são fatores fundamentais de preocupação, tendo em vista que muitas vezes problemas de saúde podem ser identificados facilmente, caso através da urina do cachorro macho e fêmea e gato macho e fêmea. Saiba, a seguir, porque o macho faz mais […]

Leia mais