Porto.Pet Logo

Voltar ao Blog

Comportamento
Curiosidades
Nossos Clientes
Raças
Saúde

Você sabia que o calor pode afetar a saúde do seu pet?

Quem acha que o calor excessivo incomoda apenas os humanos, está muito enganado. O pet também curte sombra e água fresca nos dias mais quentes. Sim, o gato sente calor e o cachorro sente calor! O excesso de sol e os dias abafados podem ser prejudiciais à saúde dos peludos. Por isso, é muito importante que o tutor tenha consciência de que se deve tomar todos os cuidados com os pets no calor para evitar o mal-estar de seu amigo de quatro patas. 

 

Saber os cuidados com pet no calor é essencial a qualquer tutor | Foto: Freepik

 

Muitas vezes, nós não temos noção de que os animais sentem calor. Mas, em dias muito quentes, eles podem ser os que mais sofrem com isso. Ao contrário de nós, seres humanos, os cães quase não têm glândulas de suor, algo que contribui para a regulação da temperatura do corpo. O mesmo acontece com os gatos: eles sentem calor e não têm esse mecanismo regulatório de temperatura. 

Os pets ofegam para liberar o ar quente e inspiram o ar frio. Por isso, durante dias muito quentes, principalmente no verão, é preciso ficar ainda mais atento às necessidades dos bichinhos. Assim, é muito importante saber algumas dicas de como cuidar dos pets no calor. Confira!

 

 

Hidratação é tudo no calor

 

Em dias quentes, é essencial que o tutor forneça água constantemente para seu pet, independentemente do lugar onde esteja, dentro de casa ou em algum passeio. Uma boa opção em dias de muito calor é fazer picolés próprios para os bichinhos, algo que ajuda bastante a refrescar.

Também é muito importante que a água para os cães e gatos seja fresca. Por isso, troque o líquido do bebedouro do seu pet várias vezes ao dia e fique atento para que o pote não fique exposto ao sol em nenhum momento. Afinal, ninguém gosta de água morna, né? Você pode usar aparelhos com controle térmico ou então colocar pedrinhas de gelo no recipiente durante o dia. 

 

 

Atenção à umidade

 

Outro problema para os pets, além do calor do verão, é a umidade do ar. O que ajuda a diminuir a temperatura do corpo dos peludos é a liberação do ar quente pela expiração e a entrada de ar frio pela inspiração. Quando um cachorro está arfando após uma corridinha, por exemplo, isso indica que ele está se livrando da umidade em seus pulmões e, por consequência, diminuindo a temperatura do seu corpo.

Quando o ambiente fica muito úmido, o processo é prejudicado, fazendo com que o corpo do animal fique ainda mais quente. A temperatura de um cachorro varia entre 38ºC e 39ºC, independentemente da raça. Se ela estiver acima disso, é sinal de que algo está errado. Em lugares muito quentes e úmidos, é essencial saber como cuidar dos pets no calor.

 

 

Pegue leve nos exercícios

 

Tente fazer exercícios moderados com seu pet e sempre na sombra, não se esqueça! Principalmente se seu amigo é cheio de energia e adora correr e pular sem se importar com o calor. Dê sempre preferência a locais com menos raios de sol e saia nos horários com temperaturas mais amenas, como no início da manhã ou no final de tarde. 

Atividades físicas são essenciais para uma boa saúde do pet, mas desde que sejam feitas sem exageros. Por isso, tome cuidado para que eles não se exercitem demais. Sempre faça pausas e ofereça água ao seu peludo. Vale lembrar que todos os cuidados com pet no calor são poucos! 

 

 

Atenção ao horário das caminhadas do pet

 

Outro ponto importantíssimo é ficar atento aos horários das caminhadas para não machucar as patinhas de seus bichos de estimação: evite sair entre 10h e 15h. E, quando for fazer o passeio diário com seu pet, priorize locais sombreados, com muitas árvores e piso de grama, pois ele não esquenta rapidamente. Não passeie se o asfalto da rua estiver quente: as patas dos cachorros e gatos são sensíveis e podem ficar machucadas. 

Fique atento se a patinha apresenta queimaduras, descolamento de pele nos coxins ou se está "descascando''. Para verificar se há esse tipo de problema, observe se seu peludo manca, evita colocar a pata no chão ou não deixa que você toque nela. Muitas vezes, o problema pode ser resolvido com uma limpeza profunda e com a aplicação de uma pomadinha no local machucado. Porém, quando existe a presença de bolhas, sangramentos ou deslocamento, o caso é mais grave e talvez seja preciso procurar atendimento com um médico veterinário.  

É muito importante que os tutores fiquem atentos a essas dicas e não se descuidem um só momento da saúde de seus pets. Uma pesquisa da Emory University, nos Estados Unidos, apontou que os pets amam seus tutores e os veem como alguém da família. O mínimo que podemos fazer para retribuir esse carinho todo é cuidar da saúde de nossos bichinhos de estimação.  

 

 

Conheça a Porto.Pet

 

Além dos cuidados com o pet no calor, os bichinhos precisam de visitas ao médico, assim como os seres humanos. Precisam de exames de rotina, castração, vacina, dentre outras especialidades. Assim, um plano de saúde pet pode ser a solução perfeita para você que quer garantir a saúde e o bem-estar do seu animalzinho. Os planos de saúde da Porto.Pet oferecem todos os cuidados para cães e gatos, com uma ampla cobertura e disponibilidade em diversas regiões de São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Belo Horizonte, a partir de R$ 79 ao mês.

Dados de 2019, do Instituto Pet Brasil, apontam que o gasto médio mensal de um animal de estimação gira em torno de R$ 400. Um plano de saúde para pet pode reduzir gastos emergenciais, como os custos com vacinas obrigatórias, sem falar nos descontos em estabelecimentos parceiros de banho e tosa, brinquedos, transportes e hotéis. A Porto.Pet ainda oferece atendimento 24 horas, atendimento domiciliar, clube de benefícios e assistência residencial. São oferecidos serviços de generalistas, fisioterapeutas, cardiologistas, oftalmologistas e anestesistas. 

Agora, que você sabe como cuidar do seu pet no calor, sabe que várias atitudes são necessárias para manter a saúde dos bichinhos em dia. Por isso, a Porto Seguro desenvolveu a Porto.Pet: com o objetivo de retribuir o amor que nossos bichinhos têm por nós. 

 

Referências:

https://veja.abril.com.br/saude/o-calor-e-perigoso-para-caes-e-gatos/#:~:text=A%20hipertermia%20pode%20causar%20desmaios,proteg%C3%AA%2Dlos%20do%20calor%20intenso&text=%E2%80%9CA%20hipertermia%20%C3%A9%20o%20problema,Pet%20Care%2C%20em%20S%C3%A3o%20Paulo

Os melhores brinquedos para o seu pet

Conheça: brinquedos pet Nesse período de pandemia que estamos vivendo, é comum que os nossos bichinhos fiquem mais estressados, hiperativos e descontam em nossos móveis, sapatos ou qualquer coisa "mordivel" que encontrem pela casa. Pode ser uma dor de cabeça, mas, também, cômico.  No entanto, isso pode ser um perigo para os peludos pois ficam […]

Leia mais

Conheça os benefícios de ter um plano de saúde pet

Sabe aquela vez em que seu animalzinho ficou doente e precisou de uma consulta veterinária? Bem, conseguir dar ao seu pet o melhor tratamento, sem precisar pagar uma fortuna, é um dos grandes problemas dos tutores, uma vez que os tratamentos, exames e consultas pets costumam ser expressivamente caros. Por causa disso, empresas como a […]

Leia mais

Por que o macho faz mais xixi que a fêmea?

Para aqueles que são tutores de pet, os cuidados com a saúde do seu animalzinho são fatores fundamentais de preocupação, tendo em vista que muitas vezes problemas de saúde podem ser identificados facilmente, caso através da urina do cachorro macho e fêmea e gato macho e fêmea. Saiba, a seguir, porque o macho faz mais […]

Leia mais